Jornal Tribuna do Norte

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Pindamonhangaba promove campanha Agosto Lilás contra violência à mulher

Divulgação. A campanha busca denunciar todo tipo de violência contra a mulher

A Prefeitura de Pindamonhangaba, por meio da Secretaria da Mulher, Família e Direitos Humanos e Secretaria de Assistência Social, está promovendo a campanha ‘Agosto Lilás’ contra violência à mulher. A campanha tem como objetivo conscientizar a população sobre a importância de denunciar qualquer tipo de violência contra a mulher.

A campanha ‘Agosto Lilás’ é uma oportunidade para que a população possa se unir contra a violência contra a mulher, fazendo sua parte e denunciando, o que pode ajudar a salvar uma vida.

Toda a pessoa que presenciar ou sofrer qualquer tipo de violência contra a mulher pode denunciar pelo telefone 100, que é o número dos Direitos Humanos, pelo número 180, que é o Disque Denúncia Nacional de Violência contra a Mulher, pelo 190, que é o número da Polícia Militar ou pelo 153, que é o número da Guarda Civil Metropolitana.

A diretora de Mulher e Família, Luciana Simonetti, está engajada na campanha. “’Agosto Lilás’ é a ocasião em que nós vestimos a cor lilás para conscientizar a sociedade e combater um problema sério que afeta milhões de mulheres em todo o mundo: a violência doméstica. A campanha deste ano nos convida a refl etir, agir e apoiar todas as vítimas que enfrentam essa triste realidade. Diante disso, reafirmo o meu compromisso em combater a violência doméstica e promover o empoderamento feminino”, afirmou.

Além de incentivar a denúncia, a Prefeitura de Pindamonhangaba também promoverá passeatas pelos 17 anos da Lei Maria da Penha. As passeatas serão realizadas dia 5 de agosto, às 9 horas, na Praça Monsenhor Marcondes; dia 19 de agosto, às 9 horas, na Praça do Araretama (Praça Pastor José Ezequiel da Silva); e dia 26 de agosto, às 13h30, na Estação Cidadania.


A violência contra a mulher é um problema grave que afeta milhões de mulheres em todo o mundo. Ela pode ser física, psicológica, sexual ou patrimonial. A violência contra a mulher é uma violação dos seus direitos humanos e não deve ser tolerada”, concluiu a diretora Luciana Simonetti.

loader-image
Pindamonhangaba, BR
12:24, pm, julho 19, 2024
temperature icon 21°C
nuvens dispersas
Humidity 60 %
Wind Gust: 0 Km/h

Notícias relacionadas

Tribuninha N° 54

Tribuninha N° 54

19 de julho de 2024
Edital 10115

Edital 10115

19 de julho de 2024
Edição 10115

Edição 10115

19 de julho de 2024

Categorias

Redes Sociais