Jornal Tribuna do Norte

>> Ir para site antigo
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

NOS “CADERNINHOS SECRETOS” DE TEREZINHA SALGADO, UM TESOURO!

Juraci de Faria Condé é escritora, poetisa e membro da APL – Academia Pindamonhangabense de Letra

Terezinha Salgado Marcondes partiu às vésperas de completar um século de vida! Nascida em Pindamonhangaba em 1º de março de 1923, foram seus pais o Capitão da Guarda Nacional da Comarca de Pindamonhangaba, Antonio Pereira Salgado, e Dona Leonídia Moreira César Salgado.

De menina, Terezinha já gostava de escrever versinhos e histórias. Ao ingressar no “Ginásio Municipal de Pindamonhangaba”, teve por professor o ilustre jurista Dr. Demétrio Ivahy Badaró, que não só a incentivou como potencializou o talento da jovem aluna para a escrita.

De natureza recatada, Terezinha passou a registrá-los em cadernos e a guardá-los. Alguns poemas foram publicados na “Tribuna do Norte” sob pseudônimos. Os leitores do célebre jornal jamais poderiam imaginar que eram de autoria da competente secretária do “Instituto de Educação João Gomes de Araújo”!

Ao aposentar-se em 1974, dedicou-se a escrever suas recordações da “Pindamonhangaba Antiga”, em que ela viveu a infância e a juventude, a maturidade e a velhice, e que muito amou durante os 99 anos de sua vida!

Nesses “caderninhos secretos”, a que só os filhos tiveram acesso, D. Therezinha deixou registradas as memórias de sua família paterna e materna; as lembranças de sua infância – os brinquedos, as brincadeiras, as cantigas de roda, as revistas infantis, a loja de presentes do Rafaelzinho Pires, o circo, o aluguel de bicicletas, a ginástica pelo rádio, o rinque de patinação, as matinês do Eden Cinema; os moradores de sua rua, a Prudente de Moraes; pessoas ilustres – Dr. Fausto Vilas Boas, Dr. Rodrigo Marcondes Romeiro, D. Eliza Costa Terclavers, D. Eloyna Salgado, os oficiais da Guarda Nacional, os professores do Ginásio Municipal e, também, os tipos populares; os passeios de férias ao Rio de Janeiro e Ubatuba; e, sobretudo, abordou temas pouco referendados pelos escritores pindamonhangabenses: a alfabetização de mulheres, a conquista do voto feminino no Brasil, os modismos do pós-guerra!

Da sua lavra de prosa e versos, destaco sua louvação ao pedaço de terra que ela recebeu de herança, a Fazenda Pouso Frio, que ocupou vida inteira, suas memórias e o seu coração!

Nos caderninhos de Dona Terezinha, reside um tesouro para a historiografia de Pindamonhangaba: seus escritos, que, ao serem compilados para uma edição comemorativa do centenário de seu nascimento (1923 – 2023), revelarão, pela magistral beleza memorialista, uma escritora que está no mesmo patamar de Balthazar de Godoy Moreira em “Minhas memórias de Pinda” e de Eloyna Salgado Ribeiro na obra “A vida nos balcões da pequena Pindamonhangaba”.

Assim, D. Terezinha registrou como sua mãe e tia foram alfabetizadas:

Antigamente acreditava-se que a mulher não precisava saber ler nem escrever; eram restritos a ela as lides domésticas, marido, filhos, serviçais, etc, etc, pois se ela – a mulher – fosse alfabetizada iria “escrever bilhetes aos namorados”. Santa ignorância e terrível preconceito!

Minha avó materna (Maria Antônia), mulher inteligente e à frente de seu tempo, não aceitava isso. Como meu avô Mariano – seu marido – administrava uma fazenda em Roseira, onde residia com a família, minha avó tratou um professor que ia de charrete, duas vezes por semana, para dar aulas à minha mãe e à tia Mariana. Assim elas foram alfabetizadas e adquiriram alguns conhecimentos.

Bela e forte a atitude da minha decidida avó materna. Que Deus a tenha!

Graças à atitude dessas mulheres de sua linhagem materna e à generosidade de seus filhos em editar essa obra póstuma, em breve teremos um novo livro de memórias das primeiras décadas do século 20 da Princesa do Norte, retratada por uma “menina nonagenária” que nasceu, cresceu e viveu sob a capa invisível dos poetas e escritores desta “terra fecunda do saber e da aptidão”!

    Nossa terra, nossa gente

    cmcmultimidia
loader-image
Pindamonhangaba, BR
11:20, am, junho 12, 2024
temperature icon 23°C
céu limpo
Humidity 60 %
Wind Gust: 0 Km/h

Notícias relacionadas

Categorias

Redes Sociais