Jornal Tribuna do Norte

>> Ir para site antigo
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Secretaria de Educação participa de lançamento de projeto do Museu da Língua Portuguesa e Instituto EDP

Divulgação. “O projeto é muito positivo, pois vai estreitar a relação entre educação e cultura”, salientou a Secretária de Educação, Luciana Ferreira

O Museu da Língua Portuguesa e o Instituto EDP, gestor dos investimentos sociais do Grupo EDP no Brasil, vai incluir a região do Vale do Paraíba e do Alto Tietê, em São Paulo, no projeto ‘Na Sua Escola: Objetos Digitais de Aprendizagem’. A iniciativa tem o objetivo de desenvolver materiais educacionais digitais a partir do acervo do Museu, em parceria com professores e profissionais de escolas públicas, de forma colaborativa.


A ação foi apresentada aos representantes das secretarias de educação e profissionais de ensino que atuam nos municípios da área de concessão da distribuidora de energia da EDP no Vale do Paraíba no dia 29 de junho (quinta-feira), na Station T, em Taubaté. Pindamonhangaba participou da cerimônia, sendo representada pelas gestoras regionais Marta do Nascimento Bicho Freitas, Fernanda Athaíde e Rosalina de Fátima Picolo.


Durante o encontro, foram apresentados os Objetos Digitais de Aprendizagem (ODA) já desenvolvidos pelo Museu da Língua Portuguesa junto com profissionais das redes de ensino da capital paulista e da cidade de Campinas. Os ODAs são vídeos desenvolvidos com base nos acervos da instituição para inspirar a comunidade escolar com novas ideias de ações e projetos. O primeiro ODA teve como base a instalação Falares e o segundo a Rua da Língua. Ambos estão disponíveis no site do Museu para uso de qualquer pessoa.


Nesta terceira edição, as regiões do Vale do Paraíba e do Alto Tietê serão convidadas a contribuir com o projeto, ao longo do segundo semestre, ajudando a desenvolver novos ODAs, potencializando o acesso aos acervos do Museu e a estreitar relação entre os setores de educação e cultura, contribuindo nos processos de ensino da região e reforçando a função social da instituição.


A representante do Instituto EDP, Maria Luiza Morandini, fez a apresentação do projeto, explicando como se dará esse início de envolvimento com os municípios. “Nossa ideia é propor que os objetos digitais de aprendizagem sejam aplicados pelas escolas que quiserem aderir ao projeto, para o fortalecimento da educação e o desenvolvimento educacional dos seus alunos”, disse.


A supervisora do centro de referência do Museu da Língua Portuguesa, Luiza Magalhães, explicou os primeiros passos do projeto. “Vamos iniciar com um diagnóstico a respeito das necessidades locais, para avaliar o que é mais adequado para cada município e região”, afirmou.


O evento teve ainda a apresentação de estudos de caso envolvendo as cidades onde já foi implantado esse projeto.


Para a secretária de Educação de Pindamonhangaba, Luciana Ferreira, o projeto é positivo. “Por meio do diagnóstico local, visamos potencializar o acesso ao acervo do Museu da Língua Portuguesa e estreitar a relação entre educação e cultura, espera-se que esse projeto contribua positivamente para os processos de ensino e para o desenvolvimento educacional dos estudantes. Parafraseando Paulo Freire ‘A leitura do mundo precede a leitura das palavras’”, disse.

loader-image
Pindamonhangaba, BR
12:20, pm, junho 12, 2024
temperature icon 24°C
céu limpo
Humidity 53 %
Wind Gust: 0 Km/h

Notícias relacionadas

Categorias

Redes Sociais