Jornal Tribuna do Norte

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Prefeitura monitora Bosque da Princesa e esclarece informação sobre “infestação de carrapatos”

A Prefeitura de Pindamonhangaba está realizando ações em conjunto das secretarias de Meio Ambiente e de Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica, para monitorar a possível infestação de carrapatos no Bosque da Princesa.

Recentemente, houve a circulação de uma informação falsa nas redes sociais do município, alegando que o Bosque da Princesa estava “infestado de carrapatos que causam febre maculosa”. Entretanto, a Prefeitura esclarece que essa notícia não procede, uma vez que o carrapato Amblyomma sculptum, potencial transmissor da Febre Maculosa Brasileira, não está presente na região e não há registros de casos dessa doença sob controle da Vigilância Epidemiológica local.

O monitoramento realizado identificou uma situação pontual de carrapatos, algo normal para esta época do ano, especialmente em áreas verdes como o Bosque da Princesa. Especificamente, foi notado que capivaras, que são portadoras de carrapatos, chegam às margens do Rio Paraíba no Bosque, o que pode trazer carrapatos para o local. Nesse contexto, a abordagem adequada é intensificar a limpeza da área, em vez de utilizar venenos em espaços verdes, a fim de evitar desequilíbrios ecológicos.

As práticas de zeladoria do Parque envolvem a realização diária de serviços de limpeza e corte de vegetação, mantendo a grama aparada. Esse cuidado contribui para reduzir os abrigos de carrapatos, expondo-os a predadores naturais como aves e à luz solar.

A secretária de Meio Ambiente, Maria Eduarda San Martin, enfatiza que a preocupação da população é compreensível, porém a informação sobre o Bosque estar infestado de carrapatos não tem fundamento. A orientação é que as pessoas evitem se aproximar das margens do rio, onde a presença de carrapatos é mais provável.

Além disso, está em fase de teste no Brasil um carrapaticida biológico que não prejudica o meio ambiente nem a saúde de seres humanos e animais. Esse produto à base de fungo (Metharizium anisopliae IBCB425) combate os carrapatos e encontra-se em processo de testes e aprovação pela ANVISA e órgãos técnicos. Só após a validação de sua eficácia é que receberá a certificação para ser utilizado durante o período de uso das áreas pelo público.

loader-image
Pindamonhangaba, BR
16:54, pm, junho 21, 2024
temperature icon 26°C
céu limpo
Humidity 34 %
Wind Gust: 0 Km/h

Notícias relacionadas

Tribuninha N° 50

Tribuninha N° 50

21 de junho de 2024
Edital 10102

Edital 10102

21 de junho de 2024
Edição 10102

Edição 10102

21 de junho de 2024

Categorias

Redes Sociais