Jornal Tribuna do Norte

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Ponto de Mutação

Imagino que na solidão, a dor possa ser avassaladora. Imagino que no desamparo materno, o gemido seja como um grito. Acredito que a omissão e a distância paterna possam ser a marca da falta bem no centro do peito de muita gente.


Eu te convido a olhar o mundo com uma lupa. Te convido a olhar para a sua dor. Como eu já olhei para minha. A dor já me foi, também, devastadora. Quase enlouquecedora. Sim, sim..eu lido com a dor desde pequenina. Seja como filha, irmã, neta, madrasta, enteada, mulher e mãe.


Já sei que o mundo não nos poupa, nem nos poupará. Aprendi tarde (?), que as pessoas não terão piedade de nós e que a maldade, realmente, existe. (essa foi a aprendizagem mais difícil). Acredito que o abismo é um lugar que pessoas, fatos e/ou acontecimentos podem abrir dentro de nós.


Aliás, existe um número considerável de pessoas que não carrega valores como os nossos e, frustrar-se começa a fazer parte do cotidiano. Porém, contudo, todavia… à medida que nos frustramos podemos, também, abrir caminhos de fortalecimento.


A dor e o sofrimento podem ser o ponto de mutação!!!
Não foi só a terapeuta que vive em mim que me fez buscar a espiritualidade. A curiosidade e o sofrimento me trouxeram possibilidades e, então, eu pude escolher, intuir, sentir e percorrer lugares fundamentais nessa trajetória.


Durante a jornada, eu me deparei com pessoas, vivências, histórias, cursos que fariam toda a diferença na minha vida. O conhecimento me trouxe muito mais possibilidade. Primeiro, eu fui estudar Reiki. Mas antes, aos 15, 16, 17 anos de idade eu já estudava Psicologia, Filosofia, Matemática, Psicanálise, enfim. Sempre amei a leitura, os sebos, os livros, a Universidade.


Mas, depois de muito percorrer, eu vim para Pindamonhangaba e me tornei Mestre Reiki, em Tremebé. Despertei o dom de ajudar as pessoas com as minhas mãos. É tão bonito! Tão intenso, tão eficaz! Uau…
Depois estudei Yoga, o Suprassumo de todo conhecimento! Estudei também Astrologia, Hipnose, Ayurveda e me considero uma eterna aprendiz. Cem anos não bastam para estudar esse tipo de conhecimento tão vasto e tão profundo.


Meu corpo aprendeu a respirar e lidar com a dor física e emocional. Minha espiritualidade vem sendo desenvolvida, sempre mais. São muitos os cuidados, o aperfeiçoamento e a dedicação. A vida plena exige disciplina. Anos e anos de estudo e práticas tem me colocado num outro lugar: a de terapeuta, psicóloga, instrutora de yoga, professora.


Hoje eu posso cuidar, porque já experimentei os caminhos da dor e percorri o caminho do auto-conhecimento e da superação. E ainda há muita vida pela frente! Portanto, não fuja da dor. Deixe que ela te aponte caminhos. Há muita luz, depois da escuridão.
Com amor, Daya.

Daniela Araújo –
“Daya, Terapeuta da Alma” é Psicóloga, idealizadora do Instituto Daya Shakti, atua na área de Saúde Integrativa do município

loader-image
Pindamonhangaba, BR
13:58, pm, julho 22, 2024
temperature icon 25°C
céu limpo
Humidity 44 %
Wind Gust: 0 Km/h

Notícias relacionadas

Tribuninha N° 54

Tribuninha N° 54

19 de julho de 2024
Edital 10115

Edital 10115

19 de julho de 2024
Edição 10115

Edição 10115

19 de julho de 2024

Categorias

Redes Sociais