Jornal Tribuna do Norte

>> Ir para site antigo
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Pistas de Patinação

Divulgação.

De tempo em tempo, uma excelente recreação e mesmo modalidade esportiva, a patinação, entusiasma crianças e jovens, que, avidamente, passam a praticar o contagiante exercício. Na década de 10 e no início da de 20, havia uma pista de patinação (rinque), aliás, ótimo, defronte do prédio do Radium Parque, cinema que funcionou onde, hoje é o mercado municipal; moças e rapazes se deleitavam na prática da nova diversão que empolgou a mocidade daquela época.


Na década de 30, na Casa Brasileira, da firma Granato & Schmidt (estimados e saudosos amigos, senhores Antonio Granato e Guilherme Toledo Schmidt) , num amplo galpão muito bem cimentado (rua Bicudo Leme) funcionou uma pista de patinação (rinque) que reunia elevado número de pessoas, de patinadores, e eram observados por muitos rapazes e moças que tomavam, completamente a parte do galpão reservado aos assistentes.


Num tempo em que não havia televisão e em que o rádio era ainda muito pouco difundido, toda espécie de diversão atraia os jovens e, mesmo, os mais moços, que saiam a rua sempre a procura de novidade.


Ótimos patinadores chamavam a atenção e despertavam o interesse da plateia, dentre eles, destacamos o prezado amigo Olavo Guimarães (‘habituée’ do rinque), que fazia verdadeira acrobacia, arrancando aplausos da assistência, dada a perfeição dos movimentos e agilidade. Outros, porém, iniciantes, ainda levavam tombos sucessivos, que faziam com que os assistentes não pudessem conter o riso.


Mais tarde, lá pela década de 40, os irmão Rabello inauguraram, num belo edifício situado na avenida Fernando Prestes um rinque que, igualmente, foi muito frequentado pelos jovens de ambos os sexos . Nesse rinque, excelentes patinadores eram muito apreciados e, dentre eles, nos lembramos do bom amigo e parente Noel Cesar Pires que, muito bem trajado, aliás, como era comum entre os jovens daquele tempo – fazia belíssimos movimentos com os patins sendo considerado um dos melhores praticantes dessa modalidade recreativa. Bem tempo antes, o Noel, menino ainda, iniciou o exercício de patinação no rinque da Bicudo Leme, para ser, mais tarde, como foi, um exímio patinador.


Há pouco tempo, vimos a mocidade procurar nos patins um novo meio de diversão e esporte. Moças e rapazes fizeram, dos jardins, das ruas e, até mesmo das calçadas, locais para a prática da bonita, porém perigosa modalidade de recreação e esportes e, continuamente, vimos senhoritas e rapazes com braços, pernas ou pés enfaixados por motivo de fraturas em consequência de quedas.


Passou a fase da patinação, exercício que é moda, vem e volta mais algum tempo, o apreciado exercício retornará com outros jovens ávidos pela prática dessa diversão e esporte, certamente, a exemplo do verificado passado remoto e no passado recente, entusiasmará moças e rapazes que, por um certo tempo irão se deliciar com o uso de patins.

Vasco Cesar Pestana, Tribuna do Norte, 3/12/1983

Pindamonhangaba, BR
16:42 pm, maio 21, 2024
26°C
algumas nuvens

Notícias relacionadas

Categorias

Redes Sociais