Jornal Tribuna do Norte

>> Ir para site antigo
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Parceria entre Prefeitura e Conselho pretende resgatar história do Bosque da Princesa

Divulgação. Melhorias no Bosque da Princesa estão sendo avaliadas

A Prefeitura de Pindamonhangaba, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, e o Conselho Municipal de Patrimônio Histórico, Cultural, Ambiental e Arquitetônico de Pindamonhangaba estão realizando um trabalho em conjunto para resgate histórico do Bosque da Princesa.


No dia 26 de junho foi realizada reunião e visita técnica no Bosque da Princesa, local que é gerido pela Secretaria de Meio Ambiente, com a participação de integrantes do Conselho de Patrimônio, entre eles integrantes da comissão para tombamento do Bosque. Participaram da reunião a secretária de Meio Ambiente, Maria Eduarda San Martin; a presidente do Conselho de Patrimônio, Ana Maria Guimarães; o diretor de Meio Ambiente, Rafael Ribeiro; o arquiteto da secretaria de Meio Ambiente, Ricardo Leal; o gestor do Bosque da Princesa, Israel Alves; além dos integrantes do conselho Paulo Molnar, Edargê Marcondes e arquiteta Julia.


De acordo com a secretária Maria Eduarda, essa iniciativa surgiu devido a uma observação da Secretaria de Meio Ambiente, visando melhorias para o bosque e a possibilidade de seu resgate histórico. Para tanto, a Secretaria buscou a parceria com o Conselho de Patrimônio, instituição formada por representantes do poder público e sociedade civil, para juntos e de forma democrática alcançarem esses objetivos. Paralelamente, o Conselho já estava se movimentando para buscar o tombamento do Bosque da Princesa, reforçando essa proteção a esse patrimônio histórico da cidade.


“Queremos caminhar juntos para que essas melhorias aconteçam de forma harmoniosa. Nossa equipe vai pensar em algumas melhorias para o espaço, vamos apresentar para o conselho, que também vai nos colocar a par sobre o andamento do processo de tombamento. A intenção é preservar o local e a história que ele representa”, afirmou a secretária Maria Eduarda.


Desta forma, a Secretaria de Meio Ambiente informa que qualquer pessoa que queira colaborar, tenha informações ou fotos que possam acrescentar a esse trabalho de pesquisa e resgate da história do Bosque da Princesa, que entrem em contato pelo telefone 3550-0030 ou pessoalmente na sede da Secretaria de Meio Ambiente, que fica no portal de entrada do Parque da Cidade.


Breve histórico – O Bosque da Princesa foi criado em 1868, conhecido antigamente como Largo do Porto, em razão do porto fluvial que lá havia, que foi desativado um ano depois, após a construção da Estrada de Ferro Central do Brasil (E.F.C.B.). Neste bosque podem ser encontrados diversos exemplares de espécies vegetais de mata nativa, bem como de espécimes exóticas, sendo algumas delas espécimes trazidas do Jardim Botânico pelo Imperador D. Pedro II.

Pindamonhangaba, BR
16:17 pm, maio 21, 2024
26°C
algumas nuvens

Notícias relacionadas

Categorias

Redes Sociais