Jornal Tribuna do Norte

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

O que é a Osteopatia

Dr. José Carlos Nogueira Junior, é Fisioterapeuta formado há 20 anos, possui especialização em Ortopedia e traumatologia, Osteopatia e Acupuntura. É sócio da Azzera Clínica, Clínica multidisciplinar em Pindamonhangaba

Você já ouviu falar em Osteopatia? Sabe o que é? A osteopatia é uma técnica de tratamento da Fisioterapia, que consiste numa avaliação e tratamento, diferente da tradicional, que ajuda a aliviar e corrigir as disfunções do corpo, suas funções, além de recuperar lesões musculoesqueléticas e alterações orgânicas em geral.

Ela foi desenvolvida nos Estados Unidos, por um médico norte americano chamado Dr. Andrew Taylor Still em 1874, onde ele acreditava que a abordagem aos pacientes daquela época era inadequada. No Brasil, a osteopatia teve seu início por volta de 1989, cerca de um século depois da fundação da Escola Americana de Osteopatia.

Osteopatia é uma técnica de terapia manual, ou seja, utilizamos apenas as mãos como instrumento de tratamento, que visa atingir o equilíbrio do corpo, pensando nele como uma unidade. Na visão osteopática, enxergamos o corpo como um todo, não o separamos em musculatura esquelética, ou sistemas digestivo, cardiovascular, respiratório, por exemplo, na hora de avaliar e tratar.

A osteopatia é baseada no princípio de que o bem-estar e saúde dependem do bom funcionamento de todos os sistemas conjuntamente. Por isso, atua ao nível do sistema neuro-músculo-esquelético, abordando o paciente de uma forma global e centrando-se nas causas e não apenas nos sintomas que este apresenta.

A técnica se baseia em 4 pilares, conforme costumamos explicar. A primeira é a lei da artéria, onde num corpo saudável o sangue transporta todos os nutrientes necessários para o bom funcionamento dos tecidos; a segunda ideia é que nosso corpo tem a capacidade de se autorregular, encontrando harmonia e equilíbrio entre todos os sistemas; a terceira é que o organismo está capacitado para se curar sozinho, sem necessitar de remédios; a quarta e última é que a estrutura (ossos, fáscias, vísceras, músculos, articulações, etc) determina a sua função.

Mas em quantas sessões é possível ver uma melhora com este tipo de tratamento? Apesar de ser possível notar uma melhora já na primeira consulta, em média são necessárias, ao menos, 5 sessões para ter um bom resultado. No entanto, os resultados são individuais e quanto mais antigo e crônico for o problema, teoricamente, mais se demora para tratá-lo.

É comum haver confusão entre Osteopatia e Quiropraxia, pois ambas as práticas são parecidas e têm manobras semelhantes. Contudo a Osteopatia é mais abrangente, e envolve diversas técnicas para atuar sobre todos os sistemas do corpo, seja musculoesquelético, neural, visceral ou craniano. Já a Quiropraxia é uma técnica mais pontual, de ajustes mecânicos, que atua na parte estrutural do corpo e diretamente sobre o local da dor. Porém ambas são técnicas manuais de grande eficácia e resolutivas.

Com evidências científicas e práticas baseadas, a Osteopatia é recomendada para todas as idades, desde recém-nascidos até idosos, onde existem poucas restrições ou contraindicações quanto ao uso da técnica. Se você sofre com dores, procure um profissional de sua confiança, ou caso não conheça, procure alguém habilitado que tenha formação no método, pois somente profissionais especializados podem realizar manobras de manipulação (aquele estalido que podemos ouvir). Profissionais que não têm formação podem te prejudicar e causar males maiores.

loader-image
Pindamonhangaba, BR
22:03, pm, junho 18, 2024
temperature icon 14°C
céu limpo
Humidity 88 %
Wind Gust: 0 Km/h

Notícias relacionadas

Edital 10099

Edital 10099

18 de junho de 2024
Edição 10099

Edição 10099

18 de junho de 2024

Categorias

Redes Sociais