Jornal Tribuna do Norte

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

A importância da amamentação

Dr. José Carlos Nogueira Junior, é Fisioterapeuta formado há 20 anos, possui especialização em Ortopedia e traumatologia, Osteopatia e Acupuntura. É sócio da Azzera Clínica, Clínica multidisciplinar em Pindamonhangaba.

Neste mês de agosto temos a campanha de aleitamento materno como foco para chamar a atenção da população, quanto à sua importância. É o chamado Agosto Dourado, onde esta primeira semana, inclusive, faz parte do calendário mundial, sendo a Semana Mundial da Amamentação.


Mas qual a importância da amamentação? A amamentação ajuda na nutrição e imunização do bebê, pois possui anticorpos que o protegem contra diversas doenças como diarreia, infecções respiratórias e alergias. Ainda, como fatores em prol da amamentação às crianças, o aleitamento materno reduz o risco de diabetes, hipertensão, hipercolesterolemia, além de obesidade na vida adulta e favorece o desenvolvimento cognitivo, da face e da fala.


Para as mamães, a amamentação contribui para a prevenção do câncer de mama, principalmente se feita por mais de um ano, e também para prevenção do diabetes tipo 2, além de fortalecer o vínculo entre mãe e filho.


Mas até quando deve-se amamentar? Os primeiros 6 meses são primordiais para o aleitamento materno, sendo ele somente o suficiente para a criança. Segundo as pesquisas, até os dois primeiros anos de vida, o leite materno faz-se importante na dieta da criança, mas até que data limite se deve dar, não é possível dizer. Daí usa-se o bom senso da mamãe e se ela tem o leite ainda, mas como a criança já tem outras fontes de alimento e vitaminas, o leite materno não é necessário para ela.


O leite materno é rico em várias substâncias e composto principalmente por agua. Ainda apresenta vitaminas hidrossolúveis (C e complexo B), minerais, açúcares, proteínas e gorduras necessárias para a alimentação saudável da criança. Nos primeiros dias após o parto, é produzido o colostro. Quando comparado ao leite maduro, ele é mais viscoso, possuindo maiores concentrações de proteínas, minerais e vitaminas.


Hoje em dia temos o Banco de Leite, que é uma estratégia do poder público para alimentar bebês que não podem ser amamentados pela própria mãe. Portanto, trata-se de uma ação estratégica de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno onde engloba as ações de coleta, processamento e distribuição do leite.


O aleitamento materno é um direito garantido por lei. Todas as mães têm o direito de amamentar seus filhos, seja no trabalho, em casa e até quando estão privadas de liberdade, elas têm direito a alimentar o seu filho no peito. O aleitamento materno é também um direito da criança. Os pais também têm papel importante no processo, pois devem incentivar as esposas e mães a darem o leite aos seus filhos, seja ajudando pegando um copo de agua durante o aleitamento, seja colocando a criança para arrotar e sendo carinhoso respeitoso e amoroso, pois muitas mulheres ficam frágeis neste período.

loader-image
Pindamonhangaba, BR
20:19, pm, junho 22, 2024
temperature icon 18°C
nublado
Humidity 69 %
Wind Gust: 5 Km/h

Notícias relacionadas

Tribuninha N° 50

Tribuninha N° 50

21 de junho de 2024
Edital 10102

Edital 10102

21 de junho de 2024
Edição 10102

Edição 10102

21 de junho de 2024

Categorias

Redes Sociais